segunda-feira, 16 de julho de 2018


SER MAÇOM


A Maçonaria é uma Instituição admirável. 

Pelos seus princípios, pela sua história e pela sua razão de ser. 

Dentre os princípios que lhe asseguram a existência, destacam-se como fundamentais o culto permanente à virtude e o combate sem trégua a toda sorte de vícios.

Do ponto de vista de sua história, pode-se afirmar que nenhuma nação do planeta pode se jactar de não lhe dever a consolidação de suas conquistas, sobretudo no que respeita à defesa de seus direitos fundamentais, sobremaneira a liberdade. A luta permanente em defesa da fraternidade universal e o combate sem trégua a todas as ideologias e ações que atentem contra a dignidade do homem e à ética nas relações de convivência, dentre outras, justificam, cabalmente, sua razão de ser. 

É dever fundamental de todos aqueles que por meio da Iniciação penetram, ainda que superficialmente, nos mistérios da Maçonaria, conhecer e interpretar seus símbolos e alegorias. Não se pode entender que o Maçom não saiba o significado da ritualística que pratica e da liturgia dos diversos atos maçônicos. 

Se o Maçom não sabe o significado real de sua Iniciação e o que significam os símbolos que ornamentam o interior de uma Loja Maçônica; jamais poderá fazer progresso na Sublime Ordem e o que é pior inapelavelmente, por não saber o que está fazendo na Maçonaria, seu desinteresse e sua inércia só concorrerão para a fragilização da Instituição. A obediência cega, sem a curiosidade do entendimento, aos comandos daqueles que dirigem as Lojas, é perniciosa e inglória.

Não se trata aqui de aplaudir o velho chavão sem lógica, mas usado com frequência, de que: FULANO ENTROU NA MAÇONARIA, MAS A MAÇONARIA NÃO ENTROU NELE. Não é isso!
Quem entra para a Maçonaria tem que conhecê-la para poder amá-la e contribuir para o fortalecimento de sua existência.

Quem entra para Maçonaria tem que honrar os sagrados juramentos que faz e os compromissos a que se submete.

Quem entra para a Maçonaria tem que tomar posse de seus postulados, estes sim devem penetrar no território de seus conhecimentos.

A Maçonaria, já se prega com frequência, não é mais aquela sociedade secreta que, pelos segredos de suas ações despertou intrigas, inveja, perseguição dos déspotas e até a condenação da Igreja Católica Apostólica Romana. O que ainda se consegue, de algum modo preservar, a despeito das atitudes estúpidas dos boquirrotos que conseguiram ludibriar nossa vigilância e iniciaram na sublime Instituição, é a forma de comunicação entre os Maçons.

De igual modo, apesar da devassa da Internet, o ritual e o desenrolar das sessões ainda estão, de algum modo, preservados.
A Maçonaria, segundo palavras do saudoso Irmão Octacílio Schuller Sobrinho, é uma Escola de Conhecimento.

Os conhecimentos adquiridos conduzem o Maçom à senda da Perfeição, da Justiça, da Moral e dos Bons Costumes; se praticados dentro de um Templo interior, que denominamos de Cátedra Maçônica, que em nossa interpretação é o Templo Sagrado onde o Irmão eleva-se espiritualmente, em presença do Ser Onisciente e Onipotente, e - isso é o que difere de uma cátedra comum no mundo profano.

Ir.·. Sidinei


Fonte: Jornaldoaprendiz edição nº 129        PESQUEIRA – PE. - Augusta Respeitável e Grande Benemérita Loja Simbólica Amparo da Virtude nº 0276 Fone: 87-9.9142.7300 e-mail: lamparodavirtude0276@gmail.com site: lamparodavirtude0276.no.comunidades.net Administração 2017/2019 Fundada em 25 de Março de 1874 Considerada de Utilidade Pública Municipal Lei 3.178 de 29.06.2016

domingo, 15 de julho de 2018


Abençoa Sempre

Scheilla

Seja onde for, abençoa para que a benção dos outros te acompanhe.
Todas as criaturas e todas as coisas te respondem, segundo o toque de tuas palavras ou de tuas mãos.
Abençoa teu lar com a luz do amor, em forma de abnegação e trabalho, e o lar abençoar-te-á com gratidão e alegria.
Abençoa a árvore de tua casa com a dádiva e teu carinho e a árvore de tua casa abençoar-te-á com o perfume da flor e com a riqueza do fruto.
Se amaldiçoas, porém, o companheiro de cada dia com o azorrague da censura, dele receberás a mágoa e a desconfiança.
Se condenas o animal que te partilha o clima doméstico à fome e à flagelação, dele obterá rebeldia e aspereza.
Em verdade, não podes abençoar o mal, a exprimir-se na crueldade, mas deves abençoar-lhe as vítimas para que se refaçam, de modo a extinguí-lo.
Não será justo abençoes a enfermidade que te aflige, mas é indispensável abençoes o teu órgão doente, para que com mais segurança se reajuste, expulsando a moléstia que, às vezes, te impõe amargura e desequilíbrio.
Não amaldiçoes nem mesmo por pensamento.
A idéia agressiva ou destruidora é corrosivo em nossa boca, sombra em nossos olhos, alucinação em nossos braços e infortúnio em nossa vida.
Abençoa a mão que te fere e a mão que te fere aprenderá como eximir-se da delinquência.
Abençoa o verbo que te insulta e evitarás a extensão do revide.
Abençoa a dificuldade e a dificuldade revelar-te-á preciosas lições.
Abençoa o sofrimento e o sofrimento regenerar-te-á.
Abençoa a pedra e a pedra servirá na construção.
Não olvides o Divino Mestre da Bênção.
Jesus abençoou a Manjedoura e dela fez o berço luminoso do Evangelho nascente; abençoou a Pedro, enfraquecido e vacilante, transformando-o em vigoroso pescador de almas; abençoou a Madalena obsidiada e nela plasmou o sinal da sublimação humana; abençoou Lázaro, cadaverizado, e devolveu-lhe a vida; e, por fim, abençoou a própria cruz, nela esculpindo a vitória da ressurreição imperecível.
Abençoa a Terra, por onde passes, e a Terra abençoara a tua passagem para sempre.

sábado, 14 de julho de 2018


AMOR

 O amor puro é o reflexo do Criador em todas as criaturas.

Brilha em tudo e em tudo palpita na mesma vibração de sabedoria e beleza.

É fundamento da vida e justiça de toda a Lei.

Surge, sublime, no equilíbrio dos mundos erguidos à glória da imensidade, quanto nas flores anônimas esquecidas no campo.

Nele fulgura, generosa, a alma de todas as grandes religiões que aparecem, no curso das civilizações, por sistemas de fé à procura da comunhão com a Bondade Celeste, e nele se enraíza todo o impulso de solidariedade entre os homens.

Plasma divino com que Deus envolve tudo o que é criado, o amor é o hálito dEle mesmo, penetrando o Universo.

Vemo-lo, assim, como silenciosa esperança do Céu, aguardando a evolução de todos os princípios e respeitando a decisão de todas as consciências.

Mercê de semelhante bênção, cada ser é acalentado no degrau da vida em que se encontra.

O verme é amado pelo Senhor, que lhe concede milhares e milhares de séculos para levantar-se da viscosidade do abismo, tanto quanto o anjo que o representa junto do verme. A seiva que nutre a rosa é a mesma que alimenta o espinho dilacerante. Na árvore em que se aninha o pássaro indefeso, pode acolher-se a serpente com as suas armas de morte. No espaço de uma penitenciária, respira, com a mesma segurança, o criminoso que lhe padece as grades de sofrimento e o correto administrador que lhe garante a ordem.

O amor, repetimos, é o reflexo de Deus, Nosso Pai, que se compadece de todos e que a ninguém violenta, embora, em razão do mesmo amor infinito com que nos ama, determine estejamos sempre sob a lei da responsabilidade que se manifesta para cada consciência, de acordo com as suas próprias obras.

E, amando-nos, permite o Senhor perlustrarmos sem prazo o caminho de ascensão para Ele, concedendo-nos, quando impensadamente nos consagramos ao mal, a própria eternidade para reconciliar-nos com o Bem, que é a Sua Regra Imutável.

Herdeiros dEle que somos, raios de Sua Inteligência Infinita e sendo Ele Mesmo o Amor Eterno de Toda a Criação, em tudo e em toda parte, é da legislação por Ele estatuída que cada espírito reflita livremente aquilo que mais ame, transformando-se, aqui e ali, na luz ou na treva, na alegria ou na dor a que empenhe o coração.

Eis por que Jesus, o Modelo Divino, enviado por Ele à Terra para clarear-nos a senda, em cada passo de seu Ministério tomou o amor ao Pai por inspiração de toda a vida, amando sem a preocupação de ser amado e auxiliando sem qualquer ideia de recompensa.

Descendo à esfera dos homens por amor, humilhando-se por amor, ajudando e sofrendo por amor, passa no mundo, de sentimento erguido ao Pai Excelso, refletindo-lhe a vontade sábia e misericordiosa. E, para que a vida e o pensamento de todos nós lhe retratem as pegadas de luz, legou-nos, em nome de Deus, a sua fórmula inesquecível: — “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.”

Emmanuel

sexta-feira, 13 de julho de 2018


CANTEIRO DE IDÉIAS

Auxilia aos outros, tanto quanto puderes.
Cada pessoa que hoje te encontra talvez amanhã seja a chave de que necessitas para a solução de numerosos problemas.
Emmanuel


Se você encontra uma pessoa difícil em sua intimidade, essa é a criatura exata que as leis da reencarnação lhe trazem ao trabalho de burilamento próprio.
Abençoemos se quisermos ser abençoados.
André Luiz


Dos avisos do Universo
Outro mais lindo não há:
De toda cinza no mundo
O Amor sobreviverá.
Álvaro Martins


Prepara o sentimento das criaturas que te compartilham as experiências do dia-a-dia, antes de entregar-te às renovações que desejas.
Compreensão e auxílio são vigas importantes no templo da caridade.
Deus nos ajude a pensar nisso.
Meimei


Saibamos aceitar o obstáculo por precioso desafio à superação de nossas próprias fraquezas, porquanto, dificuldade dignamente vivenciada é sombra transitória de hoje para ser abençoada luz amanhã.

Sem que a dor te visite,
Estarias na sombra.

A provação é a guia
Que te conduz a Deus.

Não comentes o mal para que o mal não se estenda, não te refiras a sombra para que a sombra não envolva o caminho.

Se desejais direitos no Céu, não olvides as obrigações na Terra.
Emmanuel


quinta-feira, 12 de julho de 2018


Atenda aos seus encargos, tão bem quanto se lhe faça possível.

Aceite os agressores por irmãos enfermos necessitados de tratamento espiritual no pronto-socorro da oração.

Compreenda que nós todos, os espíritos ainda vinculados à evolução terrestre, somos igualmente passiveis de erro.

Desculpe qualquer ofensa, seja de quem for ou venha de onde vier.

Em todas as situações aflitivas, use a prece como sendo o nosso melhor tranquilizante no campo do espírito.
André Luiz


quarta-feira, 11 de julho de 2018


O MAÇOM NÃO NASCE PRONTO!

“Ninguém nasce feito, é experimentando-nos
no mundo que nós nos fazemos !”
Paulo Freire


Ao ser iniciado, diz-se que o Maçom morreu para a vida profana e renasceu na Verdadeira Luz. Obviamente, isso é uma simbologia e, o que ele era, continua sendo, com todo o seu potencial e cabedal que lhe pertencia. É provável ter sido notado e convidado por um Maçom, justamente, por possuir essas qualidades. Não obstante, com toda carga de conhecimentos que possa ter, não está pronto como Maçom. Vai aprender a sê-lo ao iniciar o desbaste da Pedra Bruta transformando-a em Pedra Polida. É o início da construção do seu templo interior. Ele foi introduzido na Maçonaria e a Maçonaria terá de entrar nele. É aí que vai começar a ficar pronto...

Antes de ingressar na Maçonaria, em sua vida normal, ele também não nasceu pronto e acabado. O Homem nunca estará acabado, pois, consciente da sua evolução, jamais considerar-se-á terminado. Como tal, dentro da Sublime Ordem, o Maçom trilhará um caminho análogo, na tentativa de ficar pronto. Recebe o desafio, que é o processo formativo da Maçonaria encaminhando-o, desde o Primeiro Grau, à uma coerência entre pensamento, palavra e ação. Não obstante, se o Aprendiz Maçom, estiver imbuído de indigência intelectual, dificilmente ficará pronto, muito menos acabado.

Quantas vezes nos vemos perguntando por que a gente não nasce pronto, já sabendo e dominando todas as coisas ? Quem sabe, no futuro, a tecnologia fará com que nosso cérebro, ainda como feto no ventre da Mãe, receba todo o conhecimento da Humanidade. Há quem diga que, no futuro, nem nasceremos mais, seremos fabricados. “Amaremos os robôs assim como hoje nos apaixonamos por carros !”, diz Dadid Levy, cientista, especialista em inteligência digital. Seremos robotizados. Mas se isso acontecer, quais serão os objetivos da vida se já teremos o conhecimento de tudo ?! Utopia...


A Sublime Instituição proporciona meios de vencer as paixões ignóbeis que desonram o Homem e o tornam desgraçado; orienta na prática constante da Virtude, para socorrer os semelhantes em suas aflições e necessidades, direcionando-os à senda do Bem, tirando-os da prática do Mal e estimulando a fazerem o Bem, com exemplos de Prudência, Sabedoria, Tolerância, Justiça e respeito à Liberdade. São exigências primordiais da Maçonaria que, para pessoas comuns, seriam qualidades raras, porém, para o Maçom, não passam do cumprimento elementar de um dever, pois ele é municiado de todos os elementos morais que vem a ser o ornamento do Maçom. A Maçonaria tenta moldá-lo como um perseguidor da sabedoria, da honra, da coragem, da disciplina, da obediência, da retidão moral, sem deixar de manter o seu dever, atitude e postura como cidadão que era antes de ser convidado para fazer parte. Quando consegue, eis um Maçom pronto !

É necessário, no seio da Sublime Ordem, que o Maçom queira progredir, estudar, buscar a verdade para que haja a transformação do Homem que renasceu para o mundo. A Maçonaria oferece aos seus membros, através da História Simbólica, oportunidades de evolução para, com ela, transformá-los numa poderosa força do bem, tornando-se influentes construtores sociais em benefício da Humanidade. A História Simbólica é feita e combinada de tal maneira que a evolução das personagens indica, exatamente, a evolução do Homem Maçom. Uma das maiores características do Maçom, que quer ficar pronto, é sua avidez por essa evolução, que o fará passar por vários fatores, como aprender, criar, inovar refazer, modificar, orientar, ensinar, tolerar que são o cimento místico na construção do seu templo interior. Com esse procedimento, se estiver preparado com toda imaginação e entusiasmo, ele ficará pronto, mas, como na vida lá fora, jamais estará acabado. Sempre haverá algo mais a se buscar...

...sempre !


Bibliografia:

Cortella, Mário Sérgio – Não Nascemos Prontos !
Ritual do Simbolismo Aprendiz Maçom - GLESP


(*) E. Figueiredo - é jornalista - Mtb 34 947 e pertence ao
CERAT - Clube Epistolar Real Arco do Templo /
Integra o GEIA – Grupo de Estudos Iniciáticos Athenas /
Membro da Confraternidade Mesa 22, e é
Obreiro da ARLS Verdadeiros Irmãos– 669 (GLESP

domingo, 8 de julho de 2018


DINHEIRO

 O dinheiro não é luz, mas sustenta a lâmpada.

***
Não é a paz, no entanto, é um companheiro para que se possa obtê-la.

***
Não é o calor, contudo, adquire agasalho.

***
Não é o poder da fé, mas alimenta a esperança.

***
Não é amor, entretanto, é capaz de erguer-se por valioso ingrediente na proteção afetiva.

***
Não é tijolo de construção, todavia, assegura as atividades que garantem o progresso.

***
Não é cultura, mas, apóia o livro.

***
Não é visão, contudo, ampara o encontro de instrumentos que ampliam a capacidade dos olhos.

***
Não é base da cura, no entanto, favorece a aquisição do remédio.

***
Em suma, o dinheiro associado à consciência tranquila, alavanca do trabalho e fonte da beneficência, apoio da educação e alicerce da alegria, é uma bênção do Céu que de modo imediato, nem sempre faz felicidade, mas sempre faz falta.

Bezerra de Menezes